Manutenção- cuidados com a horta e a casa

Verão chegando, época em que a grama cresce, tudo explode em verde, lindo, mas… trabalhoso, pois a grama também toma conta dos caminhos. Um problema e uma oportunidade! Este excedente de biomassa da roçada dos caminhos é um excelente material para refazer os canteiros, abastecendo-os de palhada. Canteiros pertinho da casa são espaços  para cultivo de alimentos, mas também são espaços de embelezamento, de contato com a terra, de viver os tempos e os ciclos da natureza! Aproveitamos a presença e disposição dos nossos estagiários argentinos, e fizemos uma força tarefa para este trabalho.

DSCN0787

Continuar lendo

Anúncios

Tratando o CORDWOOD

Uma casa merece tantos ou mais cuidados que um carro, como já dissemos aqui uma vez, ninguém pensa em comprar um carro, usá-lo por meses ou mesmo anos, e não fazer uma manutenção. Mas numa casa isto acontece, infelizmente. Bem, não é assim, pense nisto na próxima vez que entrar na sua casa! Numa casa feita com madeira e terra isto é ainda mais real. Madeiras exigem tratamento- seja o convencional de pintura ou verniz, seja o tratamento por impregnação.
Temos, na Casa da Montanha três paredes de cordwood, além de janelas todas de madeira maciça. Optamos por impreganar estas madeiras, pintando-as, a cada 8 meses mais ou menos, com diversas misturas, entre óleo de linhaça, cera de carnaúba e querosene. Com este tratamento a madeira vai chupando esta mistura e ficando cada vez mais resistente a bichos, fungos e umidade.

IMG_6686
Desta vez decidimos usar uma outra mistura aliada ainda ao fator temperatura. Fizemos uma mistura de 1litro de óleo de linhaça cru + 1litro de cera de carnaúba + 500g de cera de abelha, tudo junto, levado ao fogo até a cera derreter, e ficando próximo a uns 70ºC. Ai pintamos o cordwood e as janelas. Cada vez que a mistura esfriava, era voltar ao fogão, aquecendo de novo.

IMG_6693
As madeiras ficaram bem impregnadas e lindas, como sempre que são tratadas. Agora vamos avaliar, com o tempo, como esta mistura reage e resiste tanto ao sol, como às chuvas.

 

Manutenção da Casa da Montanha

Ninguém, ao comprar um carro ou um computador, pensa que nunca irá ter que fazer sua manutenção. Com uma casa é a mesma coisa… Uma casa deve receber cuidados, atenção, ver como ela reage à umidade, ao tempo, ao sol. Pintá-la, cuidar do jardim, das paredes faz parte da rotina. Numa casa de terra e madeira a observação diária e a manutenção tem sua graça e constroem esta relação de cuidado entre moradores e  moradia.

Continuar lendo

MADEIRAS: janelas e cordwood

Aos amigos que acompanham este blog pedimos desculpas pela demora em postar novidades! E não foi por falta de coisas acontecendo na Casa da Montanha, e sim por excesso de atividades nossas: fim de ano, cursos, etc.

Bem, retomamos…

Neste tempo, com as paredes, telhado, forro e até a geodésica feitos, começamos os acabamentos da casa: fechá-la tem sido nosso objetivo, para podermos ocupar o espaço. Assim, Jorge começou a dedicar-se em tempo integral a fazer as janelas- já que trabalhar com madeira é um prazer para ele. Há tempos fizemos as contas entre comprar ferramentas adequadas e o preço de aberturas, a conclusão é de que era o mesmo, ou menos, com a diferença que ficamos com as ferramentas…

Assim, como Jorge é habilidoso e já fez janelas e portas antes, optamos por comprar as ferramentas para fazê-las, ao invés de comprá-las…As madeiras escolhidas foram madeiras certificadas,  vindas de zonas que serão alagadas por hidrelétricas. E ai começamos o trabalho! E ai,  nossa casa virou uma grande marcenaria…

O processo de fazer a janela é juntar as tábuas, colocando entre elas uma “alma” de madeira, que faz com que as peças soltas façam UMA peça única. e fixadas com um Z atrás. Estas madeiras são  plainadas, lixadas e depois recebem a impregnação de óleo de linhaça cru diluído a 50% com querosene. Nesta foto percebe-se ainda os buracos onde serão colocadas cavilhas de madeira.

Continuar lendo

A última parede: “fechamos” a casa!

Julho de 2009: finalmente terminamos a última parede da casa da montanha!

Talvez a sensação de “alívio” e cansaço… demorou, não é? Talvez a imensa alegria de ver e dizer: nossa, como ficou linda!!!! Mas, com certeza a sensação de muitos amigos, de muitas histórias que fizeram cada pedacinho das paredes desta casa!

Olhamos a fachada composta pelas paredes Norte e Noroeste – que foi a última parte a ser feita- e nos orgulhamos de tudo… e principalmente do aprendizado!

fachada corwood Continuar lendo

Cordwood e video

Na última lua minguante foi preciso cortar os 50 bambus para a oficina do Jorge que será uma estrutura leve deste material, e, para isto,  recebemos a visita do Rodrigo Primavera e família que ajudou o Jorge nesta tarefa. Enquanto isto, o setor feminino com a Suzana, Mônica e Bia foram fazer um pedacinho de parede de cordwood- já que era um desejo da Mõnica que sempre está por aqui, e queria muito experimentar esta técnica.

Como já relatado aqui no Blog da Casa da Montanha, esta técnica com tocos de madeira assentados com uma massa de terra +areia+serragem+ cal+cimento mostrou-se muito fácil e leve de fazer, com um resultado estético surpreendente! Nesta foto o resultado deste trabalho feito em 2 horas, onde nós preenchemos uma parte da aprede que dá para a lavanderia. A massa ainda não havia recebido o acabamento com a colher de pedreiro, que deixa a massa lisa.

lavanderia garrafão

Neste dia nosso trio de trabalho foi conversando, brincando e fazendo massinha de modelar- usando luvas pois esta massa é agressiva por conter cimento e cal.

codwode t

Enquanto trabalhávamos, o Rodrigo filmou algumas etapas, que mostram nosso processo. Estes são os videos linkados abaixo numa sequência.

O traço da massa:

Começando a parede:

Subindo a parede:

Verão- e as paredes seguem…

Antes das férias sempre temos a ilusão de que no verão vamos poder trabalhar mais e que a casa irá dar um grande avanço! Ledo engano…

Férias de verão, praia, calor, compromissos e… muito mato crescendo em Yvy Porã! Assim, as nossas estadas na casa da montanha acabam tendo muitas atividades a fazer, como roçar a zona 1 e 2 da casa mãe, manter os caminhos minimamente limpos (quer dizer, horas de roçadeira!)…

Na foto abaixo a pilha de grama recolhida na área da casa mãe depois de 1 mês sem ser roçada.

im004526.jpg

Assim, a casa segue mais lentamente que em outros momentos! Mas segue! Continuar lendo

Garrafas e Cordwood

Seguimos com nossa parede de cordwood! Em uma semana a massa secou bastante, mostrando uma grande dureza e NADA de trincas- que estávamos esperando como efeito “normal”. Grande surpresa!

Jorge foi no meio da semana e trabalhou com Diego, e no final de semana com Rodrigo e Cecília. Levantamos o segundo pano de paredes usando esta técnica. Planejamos um padrão de desenho usando tocos grandes ( com 20cm de diâmetro) e outros menores ( de 10cm de diâmetro) , e acima do parapeito da janela em vez de toquinhos planejamos usar garrafas de vidro, fazendo um vitral…

garrafaparedes.jpg

Continuar lendo

CORDWOOD- paredes de toquinhos

Bem, iniciamos as paredes com este outro sistema construtivo: o cordwood, ou toquinhos de madeira… Nesta semana Jinelsinho e Diego estiveram com o Jorge em Yvy Porã e num dia de trabalho cortaram em fatias os postes de eucalipto citriodora que havíamos cortado em agosto de 2006. Quer dizer, estamos usando madeira que está seca há mais de um ano e agora cortamos em fatias de 20cm de comprimento.

Na foto abaixo as peças já cortadas e empilhadas.O registro fotográfico do corte ficou prejudicado pela umidade que deixou todas as fotos fora de foco…

pilha-tocos.jpg

Continuar lendo