11 Comentários

Permacultura em Cuba- uma publicação livre

Permacultura é uma ciência relativamente nova, assim, a bibliografia sobre o tema é um tanto quanto restrita, ainda mais em português, isto explica a nossa alegria em publicar neste blog, inteiramente livre para download, um belo livro sobre a exepriência com Permacultura em Cuba, traduzido por Jorge Timmermann, que escreve o prefácio à edição brasileira, transcrito abaixo.

Agradecemos o despreendimento  da Fundación Antonio Núñez Jiménez de la Natureza y el  Hombre, na pessoa de María Caridad Cruz Hernández, na condição de autora principal da obra original em castelhano “Permacultura Criolla” , pela cessão dos direitos autorais e autorização para esta publicação livre neste blog.

micro Capalp2   As obras já traduzidas de permacultura para o português, em geral, são os manuais de introdução, que abastecem a primeira leitura e embasam no sentido do que é a permacultura, sua proposta de metodologia e ações. Receber um livro de relatos com embasamento sobre a prática da permacultura, por si só já foi um belo presente, ainda mais especial por estar num contexto social histórico e cultural tão especial como é Cuba nas últimas décadas. O livro parte do contexto urbano em Cuba, nas décadas de embargo, usa conceitos de sustentabilidade e a permacultura, para criar soluções à crise, reinventando o modo de viver, de abastecer, de ser solidário e socialmente responsável. Vemos que é possível, em todos os contextos, a construção de alternativas sadias e viáveis à contaminação e à degradação ambiental e humana. Havia, já há alguns anos, muitas informações, por vezes bastante desencontradas, sobre o que se passava em Cuba após a queda do campo socialista e a desintegração da antiga URSS no que diz respeito à produção de alimentos e a Permacultura. Sabíamos que alguma solução estava sendo encaminhada, mas não sabíamos a quantidade, nem a intensidade, das ações desenvolvidas pelo povo cubano. O livro “Permacultura Criolla”, nome original em castelhano, esclarece uma série de inconsistências sobre estas informações e nos leva a desvendar um pouco os caminhos trilhados pelos seus habitantes, sobretudo, os urbanos. Tanto assim que achei por bem propor, como um dos nomes para a versão em português, o título de  “Permacultura Urbana, uma experiência Cubana”. O texto é excelente e encorajador, talvez um dos mais concretos e viáveis que eu já li. Os relatos vão contando as experiências do dia a dia, seja nas famílias, sejam nos bairros, mostrando como com boas idéias e afinco é possível resolver os problemas para a satisfação das necessidades básicas das pessoas. A partir da iniciativa muito bem representada na primeira imagem do livro, a chegada dos permacultores da ” Brigada da solidariedade ―Cruzeiro do Sul” procedente da Austrália e Nova Zelândia, muita coisa aconteceu num denso e fecundo lapso de dez anos nessa terra tão querida para todos os latinoamericanos. O livro, escrito a muitas mãos, nos traz na diversidade de práticas e pontos de vista, um enorme acervo de experiência e ações concretas. Isto nos mostra a viabilidade da permacultura praticada num contexto de tempo e espaço, envolvendo em um diálogo profundo os atores locais e companheiros de outros países. Como indica um dos princípios propostos por David Holmgren, “integrar ao invés de segregar!”, a vivência cubana, relatada nesta obra, mostra como é possível, a partir da integração das culturas e de saberes distintos, chegar ao design de assentamentos humanos sustentáveis aproveitando o contexto natural e histórico. As experiências permaculturais em Cuba trazem, para todos nós, uma abordagem da permacultura na prática, num contexto absolutamente real tanto no aspecto local como na necessidade e na preeminência histórica onde estas se desenvolveram. Isto deve encorajar a todos nós, permacultores ou não, a agir e reagir frente ao que nos questionamos em relação a valores, sociedade, comunidade, alimentação, etc. Depois de muitos anos de espera… vem à público esta obra traduzida há nove anos. Inicialmente o livro sairia por uma editora paulista, mas frente a muitos problemas, a empresa acabou não publicando a obra. Foram muitas as idas e voltas do material sem chegar a seu destino, que não é outro que a sua pronta publicação. Em 2015, numa gestão direta, encaminhada por mim, fez-se contato com a Fundação Antonio Núñez Jiménez da Natureza e o Homem, na pessoa de María Caridad Cruz Hernández, na condição de autora principal da obra original em castelhano “Permacultura Criolla”. A conseqüência desta gestão foi a cessão de direitos autorais para a publicação e difusão gratuita do livro, agora titulado “Permacultura-UmaExperienciaCubana”, na sua versão em português. Esta publicação será livre para download no site http://YvyPorã.wordpress.com. Jorge Timmermann Dipl.Perm.Des. (tradutor).

Anúncios

11 comentários em “Permacultura em Cuba- uma publicação livre

  1. EbaaaaaaEbaaaaaa

    Maravilha Jorge e Suzana.
    Depois de muita luta, paciência conseguuram publicar a versão desse livro!
    A meu ver contempla principios, conceitos e praticas fundentais da permacultura com uma filosofia e vivencia dos permacultores de Cuba.
    De certo modo se aproxima mais da nossa liguagem.
    Agora podemos socializar!!!!! Heheheheheheh
    Se garatiram!!!
    Abraços

  2. Oi Suzana e Jorge Que legal adorei saber deste livro . Me interesso muito pela vida Cubana e sei que pouco sabemos de lá . Mas quando fomos lá eu e Fabio ficamos com ótima impressão deste povo. Inspiradores, criativos e muito batalhadores. Com certeza a permacultura é uma luz para eles que precisam ter muita criatividade e inspiração para viverem no meio do fogo cruzado que é a política capitalista de dominação americana. E todo embargo que lhes é imposto . De qualquer jeito eles preservaram um lado não consumista que possibilita mais luz a uma proposta de permacultura e isso é uma dádiva de vida simples e digna. Beijos e vivas para estes projetos.

  3. Deixo aqui minhas felicitações em saber da tomada de decisão, essa iniciativa mostra-se como a mais sábia, pois já era hora das pessoas poderem ter acesso a tão valorosa obra, uma permacultura com Sangue Latino.
    Confesso que até hoje, jurava que seria “Permacultura Cabocla”.

    Meus Parabéns e um grande abraço nos dois.

    Paulo Campos

  4. Queridos Jorge e Suzana, estou tentnaod baixar o livro no link mas parece não funcionar.

    Tem algum outro link que possa tentar?

    Abraços

  5. Meus Parabéns por mais essa conquista!

  6. Gostaria de deixar aqui a minha alegria por acessar tão valiosa obra. Mais uma vez ficou claro que a intenção de vocês é simplesmente ser útil para toda a humanidade. Fica o meu abraço para vocês (Jorge e Suzana) na expectativa de um dia poder visitá-los.

  7. Por favor Jorge pode postar o livro novamente obrigado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: