10 Comentários

Composto e minhocário

Quando pensamos em produzir nosso alimento, em geral visualizamos apenas um pequeno pedaço de terra para fazer uma horta. Mas a terra é muito mais do que uma área de solo exposto. Terra é a pele de Gaia, diriam uns, terra é um organismo vivo, muito além de características físico químicas, terra é um sistema. Para plantar e colher nossos alimentos, precisamos redescobrir e reaprender o que é e como alimentar cada pedacinho de terra onde iremos plantar.
Um  bom solo, em geral, é aquele que tem 1/3 de areia, 1/3 de argila e 1/3 de matéria orgânica. Com estas condições a vida se desenvolve ali e nos alimenta. A permacultura trabalha com as relações e conecções entre todos os elementos da propriedade. A nossa grande tarefa como permacultores é alimentar esta terra, incrementando matéria orgânica ali, com folhas, palhada e composto, por exemplo.

SAM_0248


Fazer composto é uma maneira de acelerar e intensificar, numa pequena área, como a horta, o que acontece na natureza, numa floresta,  porém num período de tempo mais logo, por exemplo. Numa explicação bem simples, podemos dizer que composto é uma mistura de carbono + nitrogênio, que transforma elementos como restos de palhada e esterco, novamente em minerais que podem se absorvidos instantaneamente pelas plantas. No PDC em abril de 2013, fizemos um composto que veio sendo virado a cada semana, agora ele está pronto, uma parte deste segue no jardim, sendo usado para os plantios na horta e outra parte, já bem compostada,  foi para o minhocário.SAM_0251

Nosso minhocário é de minhocas  nativas, também chamadas de minhocas criolas. Estas não digerem materiais frescos, apenas restos já compostados. Ou seja, não posso colocar no nosso minhocário restos da cozinha, pois as minhocas não os processarão. As minhocas californianas são mais agressivas, estas sim, podem processar os restos de alimentos frescos, como cascas de frutas e restos de verduras. Nosso minhocário é de nativas, assim, devemos alimentar as bichinhas a cada tanto, colocando uma boa quantidade de composto, que elas irão transformar um humus, que, por sua vez, serão usamos diretamente no plantio da horta.

SAM_0253

Como é um minhocário? O minhocário é um tanque, de tijolos, com uma torneira no fundo, para poder coletar o chorume, líquido excedente, que diluido na proporção 1:20, é um excelente adubo para as plantas.. Ele deve ser protegido de chuva, com uma telha, pois pode facilmente transformar-se numa piscina, e minhocas gostam de umidade, mas não de enxarcamento. Assim, se o minhocário estiver seco, é bom dar uma regada!
Vamos dizer que dentro deste tanque temos 3 partes bem distintas: na parte de cima a palhada, que mantém a umidade e filtra muito e entrada de luz. Na segunda parte  vem o composto, alimento das minhocas, que  será digerido e transformado em húmus. A terceira parte, no fundo fica a “casa das minhocas”, composta em boa parte por esterco curtido, húmus, minhocas e seus ovinhos.

SAM_0257
As minhocas vão processando a transformação do composto em humus, e depositam o mesmo na parte de cima. Assim, quando se quer coletar o humus, basta abrir o minhocário, retirar a palhada e deixar exposto à luz. Com isto, as minhocas vão para o fundo, para casa, e isto nos permite rastelar e ir tirando o material. Quando se começa a ver minhocas, é hora de parar a coleta, pois ali é o espaço intocável.

SAM_0259
Imitar a natureza, acelerar ciclos e alimentar o solo, sem dúvida são ações fáceis, que nos permitem trabalhar a favor e não contra a natura, recebendo em troca a fartura e a alegria de colaborar com o sistema onde vivemos.

Anúncios

10 comentários em “Composto e minhocário

  1. Querida Suzana, venho acompanhando a Casa da Montanha e aprendendo muito com suas publicações no blog. Eu e meu companheiro estamos começando a colocar em prática algumas receitas permaculturais, tais como: composto orgânico, espiral de ervas, cobertura morta, utilização eficiente de àgua, energia solar no aquecimento da àgua do banho, separação dos lixos para a coleta seletiva que já existe na cidade, compostagem dos resíduos alimentares para o minhocário, entre outros. Moramos em uma chácara numa cidadezinha do Sul de Minas Gerais, Piranguinho, que está crescendo muito e estamos sendo engolidos por ela, mas resolvemos permanecer por aqui!!! Bem, estamos na fase de revirar o composto orgânico e hoje percebi que ele está infestado de formiguinhas e ovinhos, olha … é uma família bem grande viu?! Vocês podem me orientar em como acabar com as formiguinhas??!!! Muito grata!!! Helga

    • Helga
      Obrigada pelas palavras e pelo carinho…
      Bueno, se o composto estiver em processo de compostagem, ele deverá estar quente (60 graus mais ou menos…) e ai não tem como ter formigas.
      Dizemos que se o composto cheira a esterco, faltou palhada (ou seja tem muito nitrogênio e falta carbono)… Se não esquentou, faltou esterco(ou seja, neste caso, sobra carbono e faltou nitrogênio).
      Pelo que tu dizes, o seu processo pode ter acontecido a falta de nitrogânio, ai as formigas estão fazendo a parte delas, acharam uma boa casinha…

      • Realmente, empolguei muito nas palhas. Vou voltar para o pasto e colher mais esterco de vaca. Realimentar o processo com nitrogênio, certo?! Vivendo e aprendendo, sempre!!! Grande abraço! Helga

  2. Sucesso na compostagem! Realizo vermicompostagem com minhocas da califórnia em porto alegre.

  3. Suzana,
    gratidão pela partilha!
    Estou justamente com umas dúvidas quanto à composteira, pois estou começando a minha primeira num quintalzinho acidentado cá em Moeda, cidadezinha perto da capital mineira.
    Tenho pouco espaço, então você acha que uns 60 cm de diâmetro em um buraco de tb uns 60 cm de profundidade tava bom? Seria pra acomodar os restos de alimento de apenas uma pessoinha: eu! 🙂
    E tb não tenho esterco pra adicionar à composteira, vc acha que é realmetne necessário?
    Seria bom ter dois buracos, né? Pra ir enchendo um enquanto o outro processa o composto, né?
    Vc tem alguma dica pra iniciante? Minha experiência é quase nenhuma mesmo…
    Grata,
    Barbara

  4. Boa tarde, estava pesquizando como fazer um canteiro com tronco de arvore velha e me deparei com este blog e achei muito interessante, ja que gosto muito de plantar, a pergunta que tenho é, aqui na minha casa tenho bastantes arvores frutiferas e estou projetando uma horta, e esta época cai muita folha de um pé de manga enorme e dos pés de caju juntamente com um de tamarindo, como faço para reverter isso para composto ou esterco (adubo).

    • Fabricio, obrigada pelas palavras sobre o blog. Realmente gostamos de compartilhar experiências. Olha, tens duas possibilidades com as folhas:
      A primeira é empilhá-las fazendo a coroa sob as frutíferas, isto protege as raízes, mantém a umidade, e com o tempo estas folhas em decomposição servirão de alimento para as árvores.
      A segunda possibilidade é fazer um composto com elas, que é um excelente material para as plantas da sua horta, fazendo uma pilha destas folhas ( ricas em carbono) + esterco de vaca ou de galinha (rico em nitrogênio). No blog há uma postagem sobre como fazer composto. Qualquer dúvida, pergunte que vamos tentando ajudá-lo!

  5. Obrigado, estou construindo um minhocario para um projeto na universidade e nao sabia da distinção da alimentação das minhocas nativas, agradeço desde de ja a divulgaçao desta informação.

  6. bom dia. tenho seguido o blog, tenho aprendido muito e tenho somente elogios. tenho uma duvida em relacão a torneira do minhocário. ela não entope? será que seria melhor ter uma tela embaixo no tanque? assim esta tela protegeria a torneira.muito obrigada. silmara

    • Oi, Silmara
      Boa observação!
      Sim, estreitamentos produzem entupimento.
      O ideal é usar um cano, de passo livre, pode ser de uma polegada com uma tampa (caps).
      Na entrada do cano, no fundo do minhocário e por dentro, eu coloco umas pedras e uma pilha de brita que evita que entre material fino e entupa o cano.
      Abraço.
      Jorge

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: