Cuidando da Zona 1- canteiros e árvores

Uma casa requer manutenção, atenção, cuidados. Fim do verão, sempre é hora de dar uma atenção à horta, refazendo bordas, adubando, preparando o mesmo para o ano todo.  Chegamos em Yvy nesta semana e pelo caminho já víamos sinais de uma chuva forte, com ventos, pela estrada pequenas barreiras, galhos e  arvorezinhas caídas. Ao chegarmos à Casa da Montanha um árvore caída na nossa Zona 1 nos esperava.

IMG_6600

Jorge dedicou-se à árvore caída e Suzana dedicou-se ao canteiro. Como a árvore que se quebrou era uma leguminosa nativa, cheia de espinhos, o trabalho era pesado, lento e … espinhoso. Motoserra cortando os ganhos maiores, separando o que vira lenha, e os galhos mais finos são jogados no mato, para compostar e voltar ao sistema.

IMG_6626

Esta árvore nem era tão grande, mas a lenha fornecida é muita e será troçada, cortada e armazenada para o uso. Quem mora entre árvores, no meio do mato, sabe que lenha, pelo menos na região de mata Atlântica, é um excelente recurso e reserva de energia. Assim, aquecer água para banho e cozinhar com lenha é uma grande opção.

IMG_6652

A horta no verão sofre muito com o  sol. Assim, em geral, é hora de comer milho, frutas, abobrinhas, e outras plantas que sofrem menos que as alfaces, brócolis, etc. Terminado o verão, já há alguns anos, estabelecemos como rotina que é hora de um cuidado maior com a horta.  Arrumar as bordas, nivelar a terra, colocar palhada, adubo, e alimentar o solo que nos alimenta o ano todo.

IMG_6620

Metade dos nossos canteiros são mais altos, acima do piso, pois aproveitamos o material do horizonte A,  quando tiramos a terra para a construção da casa. Mas neste verão arrumamos um vizinho que decidiu revirar toda a horta, levantado a palhada, fuçando por todo lado- um pequeno tatu veio morar na nossa Zona 1, assim, nossos canteiros sofreram muito. Decidimos arrumar estes canteiros, fazendo a borda com madeiras, quem sabe dificultando as escavações do bichinho. Suzana pegou as costaneiras de eucalipto e tábuas que sobraram ainda do tempo da construção, e com estacas foi moldando as bordas.

Depois  de afofar a terra, repor tudo o que o tatu havia retirado, nivelar os canteiros. Como ali o solo ainda é bastante argiloso, misturamos um pouco de areia, para permitir maior aereação deste solo. Lembrando que, de modo geral, dizemos que um bom solo para plantio deve ter 1/3 de argila, 1/3 de areia e 1/3 de matéria orgânica.

IMG_6622

Em seguida juntar serapilheira que se acumulou ao lado da cisterna, e espalhou pelos canteiros. Este material traz em si além dos restos de folhas, muito micro-organismos que ajudam a alimentar e manter a saúde do solo.

IMG_6635

Em seguida espalhar  esterco de galinha curtido, em uma pequena camada.

IMG_6639

Sobre ele, uma camada de palhada, recolhida das roçadas de verão.  Depois, novamente, outra camada de esterco de galinha.

IMG_6645

Para terminar, uma camada mais grossa de palhada, dando o nível final do canteiro.   A horta ficará assim uma semana, para descansar e amadurecer, curtindo o esterco. Na semana que vem, mudas serão plantadas, com composto e húmus.

IMG_6647

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s