Fazendo permacultura nas cidades

Em geral, ao falarmos de permacultura sempre aparece a questão: e a permacultura nas cidades, ou  a falada  Permacultura Urbana?  Não gostamos de hífens, ou de subtítulos… Permacultura é uma metodologia para a construção de sistemas humanos sustentáveis! A permacultura urbana nada mais é do que levar soluções sustentáveis também para dentro das cidades. Mas vamos entender que mega-cidades são insustentáveis: não há como ter soluções para espigões de edifícios de 30 andares, com 2 famílias por andar, numa área de 1000m², se tanto… É preciso realmente aprofundar e encarar som seriedade o significado do conceito SUSTENTABILIDADE.

Adaptar nossas casas, tradicionais, para soluções sustentáveis é possível, mas dá trabalho e exige vontade para tal. Certamente este é o primeiro passo: o estar disponível!

Captação de água de chuva para uso doméstico também é uma estratégia simples e possível na maioria das casas. Basta uma calha e uma área de 7m²  para a construção de uma cisterna de 15.000 litros. Na foto abaixo a cisterna na nossa casa em Florianópolis.

Separar águas cinzas e negras, providenciando o tratamento adequado de cada uma delas é um grande passo. As águas cinzas podem ser tratadas em círculos de bananeiras. As águas negras, fazendo-se BETs ( bacias de evapo-transpiração) nos quintais. A pergunta é:  mas qual a área que vou ocupar? Ora, você ganha um local de produção de bananas no quintal. Nas fotos abaixo a área na BET na nossa casa de Florianópolis, que trata apenas as águas negras dos dois banheiros da casa. Para uma família de 5 pessoas fizemos a BET com 2m³ para cada pessoa. Nesta foto a BET já com 3 anos de funcionamento e nenhum problema registrado.

O Permacultor Itamar Vieira do Sete Lombas fez todo o processo burocrático para a aprovação das BETs, relatado numa postagem do blog do Sete Lombas, vale a pena ser lido por todos aqueles que buscam aplicar esta solução às suas moradias.

Canteiros e espirais em casas são talvez a solução mais corriqueira e a primeira ação de quem faz um curso de permacultura e volta para a sua moradia em área urbana… Claro, qualquer cantinho pode ser adaptado a uma nova ocupação, com plantas, temperos e quem sabe, algumas hortaliças. Na foto abaixo  o cone de temperos feito pelo Martin e Rafaelle, dois jovens permacultores de Curitiba.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s