9 Comentários

Manutenção do banheiro seco

Este blog relata a construção da casa… Mas como a casa está praticamente pronta,  daqui para frente, a cada dia, mais e mais vamos contar como estamos vivenciando o estar neste espaço, seu uso e os problemas que aparecem no dia-a-dia. Inauguramos nosso banheiro seco em fins de abril e agora, no meio de outubro decidimos fazer a primeira intervenção de manutenção. De lá para cá fomos avaliando questões como funcionamento da rampa, cheiro, quantidade de serragem, etc.

Decidimos não deixar a bombona de 60 litros encher para ser substituída, optamos por trocá-la quando estivesse pela metade por dois motivos:

1º pelo peso

2º para podermos avaliar bem como será esta a compostagem dos resíduos em uma bombona fora da câmara do banheiro.

Os resíduos devem seguir compostando por pelo menos 6 meses, para que o ciclo de qualquer parasita ou patógenos seja processado pela fermentação aeróbica que ali irá ocorrer. Para que isto aconteça na bombona é necessário maior quantidade de ar dentro dela, como fazer para que isto aconteça num recipiente fechado?  Como fazer para que a umidade destes resíduos ao sol ao evaporarem não se condense numa tampa fechada?

A solução que vamos experimentar é uma transformação da tampa em uma tampa com tela e não fechada.  Isto previne a entrada de animais e esta condensação dentro da bombona e ainda possibilitaria a ventilação. Na foto abaixo a bombona com a tampa original e no primeiro plano a tampa já em processo de transformação, para permitir maior ventilação e não condensação dentro do recipiente.

Assim, cortamos a parte de cima da tampa e soldamos uma tela metálica ali. Retiramos a primeira bombona de resíduos, que fica num lugar protegido de qualquer chuva ( pois não há nada mais desagradável que um resíduo de banheiro seco molhado!)… Na foto abaixo o detalhe da tampa com a tela para prevenir a entrada de animais e ao mesmo tempo permitir a ventilação do material a ser compostado depois de retirado do banheiro.

Nos dias de pleno sol,  colocamos a bombona no sol, damos umas giradas para revirar os resíduos ali dentro. Não sentimos cheiros, nem ao retirá-la, nem ao fazer este movimento, o que foi um bom sinal! Na foto abaixo, Jorge retirando a bombona cheia até a metade.

Com o banheiro vazio, fizemos uma higienizada na rampa, que lavamos com chá de citronela e passamos uma vassoura retirando todos os resíduos. O liquido desta operação foi recolhido num balde, diluído em água e colocado como um super fertilizante nos pés das frutíferas. Na foto abaixo Jorge iniciando o processo de limpeza da rampa, que foi completado com a lavagem com chá de citronela. Obviamente o liquido deste processo foi recolhido em outro recipiente.

E depois, a bombona com a tampa de ventilação indo para o seu local de compostagem. Já vimos, nestes primeiros dias, que colocá-la ao sol e dar “uns tombos” para revirar bem os resíduos tem sido uma boa ideia. Não sentimos cheiros e nem percebemos umidade se acumulando, o que é um bom sinal…

Anúncios

9 comentários em “Manutenção do banheiro seco

  1. muito legal isso, é uma ótima base pra estudo,

  2. Suzana e Jorge! gracias pelas informações todas que compartilham!
    Uma pergunta, sobre a utilização do banheiro… separam urina das fezes?

    Abraços

    • Oi, Thiago
      Sim a urina é feita no bidê e vai para o circulo de bananeiras, urina no banheiro seco, só por “acidente”… E ai não tem problema…

  3. Olá, gostei muito do seu blog e estou interessado em construir um banheiro seco na minha chácara. Vocês teriam um esboço do projeto para eu saber como fazer?
    Eu conheço o projeto do banheiro do Sete Lombas, mas o seu projeto me parece de mais fácil manuseio, além de utilizar menos material na construção.
    Obrigado.
    Abraços.
    Fabiano

  4. Suzana e Jorge,

    Parabens pela iniciativa e por compartir essa linda experiencia!
    eu e meu marido tambem queremos construir nossa “biocasa”. ja fizemos a escolha do lugar no interior de sp e em julho comecaremos a obra. A tecnica principal sera o adobe. O tema banheiro foi de grande discussao, estavamos entre o benheiro seco e a zona de raizes, mas vendo o trabalho de vcs, nos motivou optar pelo banheiro seco.
    Gostaria de manter contato para trocar experiencias e ideias.
    Um beijo grande!

  5. Ola amigos! Ja estou no meu segundo banheiro seco, o primeiro em Floripa e este agora aqui em Olivença, Bahia. Muito boa a ideia da tela na bombona, ja havia deixado fechada com tampa e realmente o material estava apesar de sem cheiro, úmido. Desta vez farei como vocês, e depois compartilharei o resultado! Banheiro Seco: economia e satisfação garantida! Abraços!

  6. Legal pessoal. Parabéns pela iniciativa. Recentemente tive contato com o autor Joseph Jenkins que escreveu sobre a metodologia de compostagem das fezes humanas.

  7. Banheiro Seco

    Nós víamos nos antigos banheiro secos ,nas casas do interior ,incompatíveis com a urbe,uma das forma mais racionais da distribuição dos dejetos humanos.
    Quando o Gov.Amim,Espiridião lançou o programa de bio-digestores ficamos interessados em um pequeno para uso dos dejetos de casa,associado a esterco proveniente de pequenos animais.Mas,infelizmente,a iniciativa ficou unicamente no papel.E’ muito longo para ser debatido as razões do insucesso
    Mas,voltando ao banheiro seco,achamos muito mais racional,quanto a poluição ,do que os que utilizam a fossa séptica.
    Eles procediam assim:Cavavam o fosso,e faziam a casinha e o vaso com abertura direta.Do lado tinha cal ou cinza que jogavam sobre os dejetos,após o uso, para evitar cheiro,moscas etc.além de alcalinizar os mesmo.Quando o fosso estava pleno,lacrava-se e construia-se outro.
    Bom Dia!
    Nós acreditamos no compartilhamento do conhecimento.pois quanto mais dividimos,mais ele se multiplica .É uma paradoxo.Achamos genial o pensamento que diz:”se nós temos um maçã e o outro tem uma manga e trocamos,cada uma fica unicamente com uma fruta.Mas se nós temos uma IDEIA e o outro tem outra IDEIA e trocarmos,cada um passa a ter duas idéias.”

  8. Bom dia! Estou pensando em colocar um bidê , assim como vcs fizeram , para a urina. Depois de algum tempo de uso, como vocês avaliam isso? Funcionou bem? Fariam assim de novo ou fariam alguma modificação ?
    Obrigada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: