6 Comentários

Canteiros da zona 1(plantando)…

Fazer o canteiro é uma atividade que vem de longe e é uma das atividades básicas de permacultura: a produção do seu alimento. Na Casa da Montanha vem há tempos: desde o design do espaço, onde se trabalha a localização desta área em relação à insolação e em relação a zona zero ( que é a casa). Depois se prevê de onde virá o material para o mesmo: terra, palhada para cobertura, serragem para cobrir os caminhos,  terra boa, húmus de minhoca para o plantio e finalmente as mudas.

O lugar dos canteiros na nossa casa já estava planejado desde o início, com o design que fizemos, definindo as zonas, setores, etc. Na postagem anterior sobre zona 1 falamos de como iniciar o canteiro, com o preparo da área, como e porque fazer os caminhos, a cobertura de palha (também chamada de mulch). Aqui seguiremos com o plantio das mudas.

Trabalhamos com o canteiro colocando uma boa camada de palha, como a anterior havia reduzido muito, colocamos mais uma camada de palhada, até ela ter uns 30 ou 40cm de altura. Cama de palha arrumada, é hora de colocar as mudas. Com uma vara de bambu ou outro instrumento similar, abre-se um buraco na palhada que vá até a terra (furando a camada de jornal do fundo). Este buraco deve ter mais ou menos o volume de uma garrafa pet de dois litros.

Neste buraco coloca-se terra boa para o plantio. No nosso caso este solo foi a retirada pela máquina quando fizemos o movimento terra para iniciar a casa da Montanha. É importante movimentar a terra com as mãos conforme ela vai sendo colocada, para que preencha bem todos os espaços.

Com o buraco cheio de terra colocamos a muda, e preenchemos este final com humus de minhoca, nosso “alimento” para a muda.

Por que por o humus na camada de cima, se a raiz está na parte de baixo?  Coloca-se ali pois com a gravidade, com a chuva, ele irá penetrar na terra e seguirá por mais tempo nutrindo a planta. É preciso pressionar a terra + humus ao redor da raiz para que a planta fixe-se ao solo… Simbolicamente pense na terra que nutre abraçando as raízes da planta, ou é mais fácil colocarmos nossas raízes num lugar quando nos sentimos seguros…

Numa postagem anterior houve um questionamento sobre que adubação usamos… Bem aqui partimos de um princípio do permacultor, que na fala do Jorge é “alimentar solos e sistematizar as águas”. Alimentamos solos com o mulch, com o humus de minhoca  e as minhocas, e usamos a urina como adubação também… A urina pode ser usada diluída em água e aplicada sobre os canteiros- acreditem o resultado é incrível… Nas frutíferas muitas vezes usamos a aplicação direta no solo ao redor da planta, dando um banho de nitrogênio…

Para encerrar o plantio desta muda lembre-se de regá-la! A água ajuda a tirar as bolhas de ar que porventura estejam entre as raízes e aterra, e hidratam a muda num momento de mudança, onde o déficit hídrico pode prejudicar a muda.

Depois é seguir plantando, entremeando mudas que crescem para cima como alfaces, repolho, brócolis, com outras que nascem para baixo da terra, como rabanetes, cenouras, nabos, beterrabas… Ai temos ainda outro conceito de ecologia aplicado novamente: quanto maior a diversidade, maior o equilíbrio do seu sistema… Assim, misture as plantas e deixe um espaço de uns 15 cm entre elas, isto é o suficiente!

Na casa da Montanha plantamos nossa primeira metade de um canteiro, planejando o quanto comemos por semana… Daqui a uns 10 dias, plantaremos a outra metade! E assim sucessivamente!

Anúncios

6 comentários em “Canteiros da zona 1(plantando)…

  1. Encontrei a Casa da Montanha por acaso, durante uma busca por casas sustentáveis. Li todos os posts e páginas, desde então aguardo ansiosa o plantio dos canteiros.
    Fiquei curiosa: porque instantâneos se demoram tanto a serem plantados?
    Pena que o nosso sítio jamais será permacultural, mas tentamos ser o mais ecológico e sustentável possível.
    Parabéns a vocês, por tudo. Principalmente por nos oferecer a descrição tão detalhada do processo de criação.

    • Amara
      Obrigada pela visita!
      Eles são instantâneos pois pode-se plantar na mesma hora em que se faz… Nós demoramos para plantar por uma situação nossa, de um momento, nas idas e vindas nas obras das casas…
      Mas normalmente se faz e já na hora se colocam as mudas!

  2. Chegou a hora das mudas.
    Muito agradecido pela oportunidade de poder ajudar no início dos trabalhos.
    Ótima colheita e bom trabalho.

    paz!

  3. Olá Su,

    Sei que este post é especificamente para a Zona 1, mas fiquei me perguntando poque a Geodésica está coberta com uma lona?

    Abraços

    • Tiago
      A Geodésica está coberta pois precisamos ainda fazer um outro reboco por cima, pois só a massa de palha + barro+ cimento que vcs fizeram infiltra água! Assim, enquanto não se faz, ela está vestida de lona preta!
      hehehe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: