1 comentário

A eletricidade chegando

Até aqui a casa da montanha foi feita basicamente com ferramentas manuais não elétricas. Em alguns momentos, quando foi possível e necessário o uso de eletricidade – para girar a betoneira- puxávamos uma extensão pelos 200m que nos separam da Casa Mãe.

Nesta etapa começamos o trabalho de levar, de forma permanente, a eletricidade até a casa da Montanha. Entre os parceiros de Yvy Porã decidimos que as instalações serão subterrâneas, para não interferirem na paisagem a para não ter problemas com árvores crescendo. Assim, o primeiro passo foi cavar a vala para a instalação, o que foi feito pelo Diego nos mês de fevereiro.

Na foto abaixo JOrge arrumando os dutos e as caixas de entrada da eletricidade na casa.

s6300014

Ai fomos colocando os dutos para as 3 casas próximas ( a nossa,  as dos casais Bel/Mariani , e Edla/ Zeca). Por estes dutos passamos os fios de 16mm para cada casa. Como a distância do poste é grande (200metros) a bitola do fio deve ser maior, para não perder potência.

Escolhemos a parede sul para colocar a acixa, por estar mais perto, por ser o setor da casa onde ficará a cozinha e ainda por ser a aprede mais antiga, mais castigada e mais “feinha”, que certamente receberá reboco…

Na foto abaixo Jorge fazendo o buraco para instalar a caixa de luz do lado de dentro da casa.

s6300007

Ao chegar na casa Jorge e Mônica foram furar a parede sul para fixar a caixa de entrada. Esta parede é de taipa socada, e foi a primeira parede, com todos os erros, rachaduras e trincas, e é a parede que está exposta há mais tempo…Na nossa suposição, seria fácil, pois a parede está castigada! Imaginamos que com uma chave de fenda faríamos o buraco e pronto… Mas não foi assim! A taipa socada, mesmo em condições super adversas resistiu e Jorge precisou usar a furadeira para cortar e colocar a caixa de luz.

Na foto abaixo,  Mônica colocando o reboco igual ao usado no cord wood dando o acabamento e fixando a instalação da entrada de luz na casa.

s6300016

Anúncios

Um comentário em “A eletricidade chegando

  1. […] um permacultor pelo tanto de “bugigangas e tranqueiras” na garagem. Quando levamos os fios da Casa Mãe até a casa da Montanha, eles vieram em dois daqueles carretéis de madeira. Guardamos os carretéis, que foram muito […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: