Círculo de Bananeiras

Estamos numa nova etapa da construção da casa da Montanha, onde o projeto vai, a cada dia, aparecendo e nos levando a planejar no tempo as funções de cada estrutura que levantamos! Além de terminar as paredes que faltam, já começamos trabalhar e planejar o entorno, assim como coisas do uso cotidiano da casa, como por exemplo os banheiros e a cozinha, onde aparece a pergunta é inevitável: o que fazer com os efluentes numa casa com o conceito de emissão ZERO de resíduos?

Na foto abaixo a retro fazendo o buraco que servia de base para o sitema de tratamento das águas cinzas.

buraco-circulo1

Nesta casa teremos um banheiro seco, assim, as águas servidas serão APENAS águas cinzas: águas de pia, tanque e chuveiro. Existem opções, como bacias de evapo-transpiração, zonas de raízes, mas achamos que a forma mais simples de se tratar estas águas é com círculos de bananeiras.

Nesta foto Mariani, Karol e Mari acertando o buraco feito pela máquina.

carolmari

O que é um círculo de bananeiras? Como muitas coisas na Permacultura partimos da observação de padrões naturais para otimizar processos cíclicos e sistemas sustentáveis, então o que se observa?

  • As bananeiras naturalmente vão crescendo em círculos
  • Gostam de muita água e solos ricos em nutrientes
  • Evaporam grande quantidade de água

Então vamos alimentar as bananeiras com águas ricas em nutrientes, e ela evaporará a água, usará os nutrientes e ainda nos dará bananas. Como todo sistema VIVO, ele deve ser dimensionado para o número de pessoas que usarão a casa. Gente demais certamente pode sobrecarregar o sistema.

Na foto abaixo Suzana arrumando a terra deslocada pela máquina para a borda do buraco, a fim de formar como um buraco de formigueiro.

suterra

Neste círculo, dimensionado para uma família de até 4 pessoas, cavamos um buraco de 1 metro cúbico,  a terra cavada fica em volta, como um olho de formigueiro, evitando assim, que as águas de chuva não escorram para dentro.

Mas águas cinzas, expostas, tem cheiro e trazem mosquitos, para solucionar este problema, enchemos este buraco com madeiras gossas, tocos, e por cima galhos mais finos, e finalmente materiais mais finos, como folhagens e gravetos para cobrir. As águas cinzas serão jogadas neste buraco.

tocos

Na foto acima o buraco cheio de tocos, os mais grossos em baixo e os mais finos por cima. Aproveitamos sobras da obra e as tábuas foram colocadas como contenção das paredes.

Optamos por bananas nanicas, que tem pouca altura pois este círculo iria fazer muita sombra na casa.  Na foto abaixo, Jorge plantando as bananeiras.

jorgebananeira

Na foto abaixo, Suzana e Diego com o círculo já coberto de galhos finos com folhas, para evitar qualquer contato com o sol e as bananeiras plantadas.  Observa-se também a terra preta usada para o plantio. Entre as bananeiras plantamos feijões, favas e abobrinhas.

diegosugalhos

Na terra ao redor plantamos bananas, taiobas, mamoeiros, plantas de folhas grandes para evaporar as águas e usar os nutrientes. Ao se colher as bananas, a bananeira que frutificou deve ser cortada e assim, seu tronco será jogado no meio do círculo, alimentando as futuras bananeiras, num processo cíclico.

Embora ainda falte tempo para a casa estar pronta, nosso círculo já está feito, assim, quando estivermos usando o banheiros, as plantas já estarão crescidas e evaporando a quantidade de água suficiente.

Obviamente, numa casa assim, não se pode pensar em usar água sanitária ou nenhum produto químico neste sistema, já que estamos falando de consumo consciente e sistemas VIVOS. Assim, usamos apenas sabão de côco, ou sabões feitos por nós (olhar na página de receitas). Na foto abaixo Suzana cobrindo o solo exposto com palhada, que ajuda a manter a umidade e nutrir os solos, além de diminuir os impactos das chuvas sobre a terra.

palhasu

Anúncios

10 comentários sobre “Círculo de Bananeiras

  1. Olá,

    Vocês demonstraram um sistema simples e prático pra ser usado. Gostaria de receber mais detalhes, pois pretendo implantar um tratamento de água servida na casa onde moro e depois divulgar pra outras pessoas.

    Obrigada.

    abç

    cada um fazendo sua parte e trocando suas experiências irá fazer a diferença, certamente.

    Maria Lúcia Azevedo

  2. Oi ai vai dois conselhos se puderem entrem em comtato com alguem que trabalha na construcao civil , vai facilitar muito o trabalho de voceis e coloquem palha seca a essa mistura das paredes nao sera nessecario o uso do cal um abraco.

  3. Parabens pela iniciativa – exemplar! Estou estudando o San Seco e ?s
    1. Caixa de gordura e oleos?
    2. Qual o máximo de atendimento possivel – casas/habitantes
    3. Vs conhecem o Tibá RJ?
    4 O sistema pode ser usado em área urbana para muitas pessoas?
    5. Como fica o sanitario seco após o uso? No modelo Bason do Tibá se poe serragem, – e há um declive em rampa. Como fica o de vs? A acumulação do material solido não cria impactos negativos? como ela vai para o fundo do barril?

  4. nas minhas experimentações permaculturais, sempre venho na net pesquisar e acabo caindo no blog de vocês!! e isso é muito inspirador!

    nesse momento, no pequeno pátio da minha casa, está aberto um buraco no solo granítico aqui de Porto Alegre. Ainda falta cavar mais alguns centímetros e desviar as águas cinzas pra dentro!

    tivemos a sorte de que antes que isso ocorra, as águas passarão por 3 fossas, retendo a eventual gordura e ajudando a prolongar a vida útil do círculo!

    vida longa a permacultura e à essas pequenas iniciativas locais que cuidam do nosso lindo planeta! aho!

    • Olá, Marcos
      O círculo de bananeiras recebe APENAS águas cinza, ou seja, sem nenhum contato com fezes. A idéia é que ela seja PERMEÁVEL, para que as raízes das bananeiras cheguem até a água, se alimentem dos nutrientes e evaporem estas águas- por isso não pode ser impermeável!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s