Dezembro de 2008

Durante o ano de 2008, as águas caíram sobre Santa Catarina de forma constante e em alguns momentos de forma exagerada, como as cheias do inícios e a do final do ano… Nestes tempos, entre chuvas, conseguimos colocar  as 5 águas do telhado, ou seja, todas as partes que cobriram as paredes feitas, tanto as de taipa, como a de cordwood.
Isto nos deu um bom alívio, já que as águas sobre paredes de terra não é algo desejável…

guitekado

Na foto acima Cecília, Guilherme e Jorge colocando a água Nordeste do telhado.

Nesta tarefa, entre fins de semana molhados, acabamos trabalhando nos finais de semana, tendo visitas e ajudas de outros estagiários, como Jair e Guilherme, que vieram com seu ânimo ajudar a colocar telhas, pintá-las, cuidando das frutíferas, etc. Na foto abaixo Jorge fazendo o furo para colocar uma telha que está sendo segura pelo Jair que observa…

jojair
Com o trabalho andando, outra decisão de precisou ser tomada, que era a de como seguiríamos a obra, ou seja, como fazer a parte de banheiro e lavanderia da casa, que materiais usaríamos, como seriam estas paredes? Esta parte é a parte “molhada”, mais suscetível a umidade, águas, etc. Pode-se usar a terra, e ai revestí-la de azulejos… Estávamos nesta discussão e aí os “acasos” acontecem, e podem ser interpretados como sincronicidade…

sugardel

Na foto acima Suzana pintando uma telha  na varanda da Casa da Montanha,  recebendo a visita do Gardel, parceiro e ilustrador do livro Lendas do Saber e compartilhando o chimarrão antes do almoço!

zegardeljo

Na foto acima Zeca, Gardel e Jorge colocando o telhado Norte, que cobre a parede de Cordwood.

O grupo de Yvy Porã comprou tijolos maciços, areia e brita para uma obra na casa Mãe. Agostinho, da Verde Vale, aproveitou uns dias sem chuva e mandou o material, sem que nós estivessemos alí. Os rapazes ao chegarem, olharam onde havia uma “obra” e descarregaram os materiais na Casa da Montanha.

yvycia

Foto do grupo de Yvy Porã em dezembro de 2008, na porta da Casa Mãe. Da esquerda para a direita Zeca, Edla, Mariani e Bel, Suzana e Jorge

Bem, assim os tijolinhos chegaram… Foi um momento de avaliar o que fazer com este materiais. Conversando decidimos que o banheiro e lavanderia seriam feitos com o velho sistema de tijolos travados, sem pilares. Para isto contratamos um construtor conhecido, o Adrián, que já trabalhou conosco na Oficina da Águas da casa do Cacupé. Assim também previmos dar uma acelerada na obra. Mas alguns imprevistos, as grandes chuvas de novembro, e depois as festas, acabaram empurrando os planos um pouco mais para frente, para 2009!

sigardel

Vista deliciosa dos Curupiras da Montanha Simone e Gardel, nesta foto com Bel e edla

Anúncios

Um comentário sobre “Dezembro de 2008

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s