As 8 varetas do guarda-chuva

Nosso telhado segue… Depois de colocar o último pilar do octógono, nesta semana, com a ajuda do Mariani e da Cecília, completamos este trabalho, colocando os últimos 3 caibros que unem telhado aos pilares. Assim terminamos a montagem da estrutura da casa que se torna mais estável e rígida, já que todas as pontas se fecham formando triângulos com parede e estrutura. Na foto abaixo nossa equipe de trabalho: Jorge e Mariani no pilar central, levantando o último caibro que será fixado no último pilar, onde está Cecília.

A colocação dos caibros sempre começa com a escolha do caibro- a esta altura da obra, restam os “menos retos”, já que os mais retinhos foram usados para as portas e janelas… Aí temos um trabalho de colocar algumas pedras sobre eles para que fiquem um pouco mais retinhos… Na foto abaixo o último caibro, que dormiu dois dias com as pedras sobre ele…

Depois de colocar o caibro no sol central, vem a etapa de fazer o encaixe nas vigas do octógono e colocar o longo parafuso que fixa-o à estrutura. Temos uma “aparafusadeira” de mão, com bateria para ajudar a fazer este trabalho, mas como sua carga não aguenta o trabalho de um dia todo, ao final do mesmo o remédio é o arco-de-pua. Esta é uma ferramenta tradicional prática e útil onde não se tem energia elétrica, ou seja, é a máquina de furar movida à força humana! Na foto abaixo Cecília usando a ferramenta para fazer o furo, onde depois será colocado o parafuso, com uma ajuda do Jorge pois como a madeira é muito dura, no inicio foi precsio a ajuda masculina para fazer o furo…

Ao irmos colocando os caibros, os próximos passos já aparecem e devem ser planejandos e considerados… Neste caso os caibros colocados determinam os pontos de apoio que formarão o plano de cada água do telhado… Um caibro mais alto ou mais baixo implicará em muitos acertos depois para que as ripas onde as telhas se apoiam fiquem planas e alinhadas… Na foto abaixo Mariani acertando o caibro que fica sobre a janela da sala para dar exatemante esta linha que definirá o plano da água leste da casa.

Às vezes o tempo passa lento demais, e a demora da casa ficar pronta causa uma certa angústia… Parece que quase nada acontece! Sim, como sempre se diz, subir paredes é a parte mais rápida e fácil de uma construção- e isto é verdade também no nosso caso! Ainda mais que, como só trabalhamos alguns dias da semana, as intempéries são ainda mais “incômodas”, pois uma chuva nos atrapalha não apenas pelos dias de chuva, mas por todos que vem antes e depois quando não estamos lá!
Mas como diria Fernando Pessoa “Valeu à pena?

Tudo vale a pena, quando a alma não é pequena!

Para passar além da dor,

Tem que passar além do Borjador”…

E dos dias de chuva e chuva… Na foto abaixo a vista da varanda da casa- o belo vale do rio Imaruim.

Anúncios

3 comentários sobre “As 8 varetas do guarda-chuva

  1. nossa descobri o projeto de vcs ontem ontem e estou completamente apaixonada, sou casada a pouco tempo e costumo desenhar minha futura casa com a ajuda de plantas de casa na internet foi assim que achei vcs e amei muito legal esse projeto parabens bjos!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s