Deixe um comentário

Sete de setembro- sexta feira

No curso de Bio construção do Beira Serra em Botucatu, em julho, Tomaz e mais uma turma de SP propuseram uma visita e um mutirão na casa da montanha no feriado de 7 de setembro. Bom, de SP veio o Tomaz ( fiel amigo e parceiro de sempre!), e daqui de Santa Catarina mais um monte de gente! Zeca e Edla, parceiros de Yvy, Gardel do Curupira, Cecilia, Lara, Rodrigo, Carol, e os visitantes Ana, Álvaro e Clara

Na foto abaixo, as meninas: Edla, Ana, Clara e Suzana com nossos lírios vermelhos que florecem na primavera ao lado da casa mãe.

lirio.jpg

Um mutirão é algo muito fácil de se transformar num MENTIRÃO, como diz o Angelo Rayol, permacultor lá de Lumiar RJ…

São muitas pessoas, muita gente e é preciso coordenar os trabalhos… Algo que gera alguma tensão no ar, pois há o agito, o grupo, a vontade de fazer… Mas outros aspectos aparecem, como ferramentas que não ficam no lugar onde são deixadas, pois são de uso coletivo, em mais de um lugar ao mesmo tempo, coisas que caem, etc. Ou seja, o trabalho com muitas pessoas tem grandes diferenças: com muitos braços, pode-se fazer muito, mas a segurança e tranquilidade do pequeno grupo se perde. Com pouco, caminha-se bem mais devagar, mas sabendo o que estamos fazendo, onde ficam as coisas, etc.

Claro que o nosso grupo, de 12 pessoas, ainda é um mínimo grupo, mas em alguns momentos houve algum nervosismo-“onde está a chave 13?”, “onde foi parar o martelo?”, ” e a enxada?”- mas como somos todos amigos, com afetos assegurados, estas tensões foram absorvidas e gerenciadas pelo grupo… Seja com a cerveja gelada e a conversa no final do período de trabalho, ou com as piadas constantes!

Assim nosso pequeno mutirão foi caminhando… Fizemos paredes, um pedacinho de alicerce e colocamos um novo pilar, peneiramos terra, ampliamos o andaime e colocamos novos caibros no telhado. Naquele processo da casa em gomos…

mocada.jpg

Na foto acima Cecilia, Jorge, Rodrigo, Lara e Tomaz observando as paredes feitas anteriormente e planejando “o que vamos fazer hoje?”.

Começamos terminando a parede da porta de entrada, onde Zeca e Cecilia trabalharam, ao mesmo tempo, os meninos, Rô, Jorge e Tomaz, foram fazendo a ampliação do andaime para podermos colocar os caibros no telhado. Neste mesmo tempo, Lara, Edla e Suzana peneiravam a terra para as paredes. Tomaz observou que para esta tarefa a peneira de tela de pinteiro que estamos usando facilita bastante o trabalho, pois numa peneira fina, a coisa é bem mais demorada…

Na foto abaixo, Suzana e Lara trabalhando nisto.

sulara.jpg

Tomaz, Jorge e Rodrigo montando o andaime :fazendo-andaime.jpg

No sábado continuamos nosso mutirão, como outras tarefas e outros parceiros…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: