Terceira parede

Maio se foi, foi um lindo mês, com um frio danado, mas com cores no céu e nas plantas que sempre nos surpreendem e encantam.

Maio também trouxe uma nova rotina para nós, mais tempo em Yvy Porã. Nesta época a grama, os pastos, o verde, muda de cor, e não cresce tão rapidamente- o que faz “sobrar” tempo para outras atividades, além de cortar grama, manter os caminhos roçados e as frutíferas sem pasto abafando-as.

Neste início de junho, Jorge dedicou-se bastante à nossa obra, e as paredes cresceram! Claro que vamos aprendendo, pegando as manhas, e agilizando procedimentos que no início eram todo um mistério!

É engraçado lembrar de conversas e dilemas sobre como colocar a primeira forma, como começar a socar? Há frestas entre o alicerce a forma…o que fazer?

Agora outros dilemas aparecem, e sabemos que iremos solucioná-los da mesma maneira- vivendo cada dia com a sua preocupação e a sua solução!

3paresdesacacia.jpg

Nesta etapa, estamos na terceira parede, que tem uma imensa janela para a varanda. Nos deparamos com alguns problemas e suas soluções:

  • formas pequenas de uma tábua apenas, ajudam o trabalho individual, e vão super bem nas paredes laterais às aberturas.
  • nesta forma é preciso socar com menos quantidade de terra, senão não compacta bem.
  • caprichar na mistura terra+areia+cal é fundamental, se ela fica pouco homogênea também compromete a compactação.
  • observe sempre ( isto é um dos princípios da permacultura propostos pelo David Holmgren), pois o seu solo pode mudar um pouco, ai equilibre a mistura na proporção já falada anteriormente.
  • formas pequenas podem rachar… Esteja preparado para trocas, pois uma trinca faz com que barrigas apareçam na sua parede. Sim, é incrível, mas é verdade!

terrasu.jpgNa foto acima, Suzana fazendo a mistura para a parede.

Como estamos trabalhando com pilares que vão sendo “amarrados” às paredes, e temos um poste fixo, colocado no chão no meio da obra, temos estas tábuas, fixando cada pilar à medida que vamos levantando as paredes. São como raios de uma roda de bicicleta dando estabilidade ao conjunto. Às vezes são nosso apoio, para colocar escadas, andaimes, tábuas, etc. Outras vezes nosso incômodo, principamente para “pequenos” como Jorge, que podem bater a cabeça nos raios que ficam mais baixos…

Nosso pilões para socar são 3, um maior, que faz o trabalho pesado, e este deve sempre estar forrado com plástico preto, para que a terra não grude embaixo. Com este forro fica absolutamente nivelada a terra ao ser socada. Os outros dois são caibros menores, cortados a 45° para poder socar nos cantos e nas bordas. Socar bem é outro segredo, ainda queo cansaço do dia seja forte, ainda que seja mais devagar… Calma- soque bem, vale a pena!

E assim seguimos, numa semana do Jorge trabalhando sozinho e nós dois juntos na sexta e sábado, terminamos a terceira parede da casa, colocando o travessão da janela da varanda e socando os lados até 2,1m.

Agora junho terá um espaço de poucas atividades, pois teremos cursos em Curitiba e depois em Botucatu, além de outras atividades! Mas saimos com esta bela foto com as luzes do por do sol, e um frio que chegou sem aviso no final da tarde.

javaranda.jpg

Anúncios

6 comentários sobre “Terceira parede

  1. Su e Jorge!
    Que surpresa boa este espaço aqui!
    E não é que já tá com cara de casa? Já dá até de olhar pela janela! Que delícia!
    Saudades e abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s