2 Comentários

Finalmente…paredes lindas!

No mês de abril e maio nossa rotina de ida a Yvy foi quebrada. Tivemos o curso com David Holmgren, co-fundador da Permacultura, que esteve em Floripa. O curso foi importante, e os dez dias de convivência com David e Susan, sua companheira, foram realmente especiais.

Na foto abaixo, David, Jorge e Suzana na nossa casa em Floripa.

sudavijo.jpg

Este casal montou uma unidade familiar de permacultura chamada Melliodora (na Austrália) e conviver com eles, discutir, respirar, compartilhar experiências em permacultura foi importante. (ver site do David no blogroll).

Jorge e eu nos sentimos profundamente tocados, incentivados a cada vez mais criar o espaço de Yvy Porã, tanto o nosso, pessoal, como o espaço de acolher pessoas.

Depois desta vivência, Jorge decidiu que, nos tempos onde não estivesse dando cursos, estaria mais tempo em Yvy Porã, seguindo a construção da casa. E assim tem sido, o que deu uma acelerada na nossa obra! Também tivemos a ajuda do Rodrigo, nosso samurai do Pronera, sempre bem humorado e disposto a aprender, do Luiz, estudante da 25 de maio, a Carolzinha, prof. de ciências, o Mariani e a Bel, parceiros de Yvy Porã- pessoas queridas e amigos especiais!

Ao subir as paredes fomos nos dando conta de que socar acima de 2m fica muito incômodo, pesado, a pessoa que soca fica numa posição instável, etc. Já havíamos conversado sobre a possibilidade de usar taipa apenas até a altura das portas e janelas 2,1m e depois fechar com outros materiais, como vidro, madeira, pau-a-pique, etc. Assim, quando realmente chegamos aos 2,1m esta possibilidade virou opção!

jorge2m.jpg

Na foto acima Jorge socando a parede ao lado da janela da varanda a 1,90 do chão! Neste ponto ainda há a possibilidade de colocar o pé como apoio na forma. No próximo nível, isto fica inviabilizado, e a instabilidade cresce ainda mais!

Quer dizer, as paredes de taipa sobem até a altura das aberturas. Ai receberão uma vida de madeira e daí para cima, fechamentos alternativos.

Na foto abaixo a nossa primeira parede com a abertura da janela da cozinha.

paredecoz.jpg

As paredes ficam protegidas por lona plástica, para que não recebam chuva, pois ainda não foram rebocadas e também não temos o teto. Asssim a secagem é lenta, na foto acima percebe-se pela cor o tempo de feitas. As mais claras, nesta foto, tem 6 semanas de feitas. (foto final de maio de 2007).

Anúncios

2 comentários em “Finalmente…paredes lindas!

  1. Olá.
    Estou iniciando um projeto de construção num sítio da família e bastante inclinado a fazer a obra ou parte dela em taipa. Vocês poderiam me dar informações?
    Um grande abraço

  2. Gostaria de aprender a técnica de construção com terra para fazer a minha casa. Se tiver onde participar de um curso, eu ficaria muito grato.
    Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: