9 Comentários

A casa recebeu a sua cor definitiva: terracota!

Neste verão decidimos finalmente dar o tratamento adequado e final às paredes externas da Casa da Montanha. Desde que ela era apenas um sonho na tela do computador a cor das suas paredes externas já estava definida: vermelho terracota! Uma cor quente, feita com terra escura.

Mas aí havia um probleminha: em Yvy Porã temos terra de muitas cores, mas não tão escura! A solução para este problema veio quando Jorge foi dar um curso de construção na Chácara Boa Vista, em Campo Largo, Paraná. De lá ele trouxe dois sacos de argila praticamente pura, que é o melhor pigmento para uma tinta ecológia.

O que é uma tinta? Um solvente + um corante+ um fixador. Hoje em dia a grande maioria das tintas usa elementos plástico (PVA) e mesmo receitas ecológicas colocam cola branca como fixador. Na Casa da Montanha buscamos retomar antigas receitas de tinta, a base de cal, polvilho, etc. sem usar a cola branca ou compostos plásticos. Uma tinta ecológica usa os mesmos elementos:

  • solvente: água
  • corante: argila
  • fixador: polvilho.

Na parte interna deixamos as paredes na sua cor e textura originais, usando como fixador uma solução a base de polvilho, água e um pouquinho de vinagre- o chamado grude. Como isto funcionou bem, e as paredes que receberão a cor são, na sua maioria, protegidas pela varanda, e o teste feito na parede sul mostrou um bom resultado, mesmo submetido às chuvas vindo do sul. Ou seja, para a parte externa usamos o mesmo diluente: o grude + corante de terra + água.

Assim, partimos para fazer a pintura.

Primeiro passo, preparar  o corante. A argila diluída em água e deixada para  decantar de um dia para outro irá separar as partículas maiores ( de areia) irão para o fundo, na parte de cima ficará uma lâmina de água e em seguida faz-se a camada da fina argila, que será o creme que dará cor à tinta.

Nossa argila trazida do Paraná, estava seca e precisamos pilotear, para fazer pó ou pequenos torrões, não maiores que uma bola de pingue-pongue. Depois colocamos água  no balda, numa proporção de 2/3 do balde de terra e o resto de água. Começamos a diluir, amassando com as mãos os torrões que ficaram, até que no balde ficasse um creme de argila, na textura de “leite condesando começando a ferver”. Este creme foi deixado decantar de um dia para o outro. Na foto abaixo, Jorge retirando com uma mangueira, a água que ficou por cima do creme corante.

Segundo passo: o grude. Fazer uma tinta com corante natural significa que cada receita é uma receita, ou seja, a cor será parecida, mas como algo orgânico, é improvável que se consiga exatamente a mesma cor- não é a máquina de fazer tintas. Assim, calculamos o volume necessário para pintar de uma vez todas as paredes e fizemos o volume necessário. Na foto abaixo Suzana colocando o creme corante para ser misturado ao grude.

Para efeitos didáticos, posto aqui a receita básica:

7 colheres de polvilho diluídas em 1 litro de água.

Ferver esta mistura até engrossar como um pirão d’água. No final acrescentar uma colher de sopa de vinagre.

Diluir este grude em 2l de creme corante

Experimentar e se estiver muito denso colocar água devagar para ficar no ponto…

A textura deve ser de um creme mole, mas bastante densa.

Assim, numa manhã fizemos a tinta, e juntamente com a Grasi,  Arthur e Diego, pintamos a casa ,que foi mostrando a sua nova cor…

E aos poucos fomos cobrindo as paredes, lembrando que esta tinta não serve apenas para dar cor, ela é quse um reboco fino, que tem a função de fixar e proteger as paredes de taipa socasa, que quando expostas podem perder grãos, e sofrer com a umidade. Assim o grude deixa a parede respirar mas ao mesmo tempo fixa a terra…

Depois desta primeira mão de tinta, a casa da Montanha  ficou ao vivo, com a mesma carinha do nosso projeto feito há 5 anos no Scketch Up.


About these ads

9 comentários em “A casa recebeu a sua cor definitiva: terracota!

  1. Muito boa esta tinta.Boa e barata.Como faco para ter tinta branca.
    Abracos
    Florencio Sergio

  2. Muito bom ,Lindo!Ficou com a cor original da terra,vivo, uma energia própria.vou tentar fazer na minha reforma.Abraços!

  3. Eu venho aplicando as sugestões da “Casa” desde que vocês mostraram a receita do grude, e tô cada vez mais contente com o resultado! Agora, então, com essa dica especial para a pintura escura externa, fica melhor ainda!

    Parabéns pelo resultado.

  4. Como ARTISTA PLÁSTICO,eu não poderia deixar de
    parabenizar esse mega projeto lindo, organicamente e ecologicamente correto!!!
    O Brasil e munto precisa de pessoas pessadoras e criativas
    inteligentimente com idéias geniais como essa de vcs,PARABÉNS!!!
    Um mega beijoooo esepcia,l!!!
    Uma tinta linda e exótica fashion

  5. Eu adorei essa ideia! Vou fazer em uma parede da minha futura Loja, vai ficar linda. Obrigada! E Parabens….

    Ercilia,
    oficina de entalhe!

  6. Fabricio dos Santos
    Muito criativa Parabens para voçês

  7. parabéns,estou deslumbrada, ganhei meu dia, ganhei, ganhei, ganhei, muito agradecida por tudo. abraços carinhosos indo a vocës.

  8. O interessante é que eu vinha tentando fazer um grafiato com terra: terra mediamente argilosa + um pouco de cimento branco (pode-se utilizar o comum, mas se consegue um tom final mas escuro) e cascalhinho de granito branco ou de pedra ou areiao, (para dar a textura aspera) aplica-se com uma desempenadeira de modo a dar o efeito… Para área externa aplicar depois de seco um impermeabilizante a base de silicone; vou tentar agora substituir em parte ou totalmente o cimento branco pelo grude, mas usando farinha de trigo… (Fazia para meus filhos quando estes eram pequenos e tinham cada um a sua área azulejada na parede, para suas pinturas a dedo); Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.984 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: